CESÁREA

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o objetivo da assistência ao parto é manter mulheres e recém-nascidos sadios, com o mínimo de intervenções médicas, buscando garantir a segurança de ambos. A taxa ideal de cesárea deveria ficar em torno de 10 a 15% para assim garantir menor mortalidade e morbidade materno infantil.

As cesáreas são efetivas para salvar vidas maternas e infantis, mas somente quando realizadas por indicações clínico-obstétricas e ainda não são claros os efeitos das cesáreas sobre outros desfechos, tais como, morbidade materna e perinatal, resultados pediátricos, e sobre o bem-estar psicológico e social.